32º BATALHÃO DE INFANTARIA LEVE - "BATALHÃO DOM PEDRO II"

32bimtz©photo

BREVE HISTÓRICO DO 32º BATALHÃO DE INFANTARIA LEVE

O 32º Batalhão de Infantaria Leve (32º BIL), também conhecido como Batalhão Dom Pedro II, é uma unidade do Exército Brasileiro, localizada em Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro e subordinada à 4ª Brigada de Infantaria Leve de Montanha, sediada em Juiz de Fora. Seu nome histórico evoca o criador do Batalhão, Dom Pedro II, Imperador do Brasil.

O primeiro núcleo do atual 32° Batalhão de Infantaria Leve (32º BIL) foi uma tropa oriunda do Batalhão do Imperador, enviada à Província de Alagoas para a manutenção da ordem pública e que, em 12 de agosto de 1870, foi transformada na 4ª Companhia de Infantaria.
Em 1888, a 4ª Companhia de Infantaria, foi elevada à condição de Batalhão, por Decreto da Princesa Isabel, recebendo a denominação de 26º Batalhão de Infantaria (26° BI). Em 1895, após garantir, em Alagoas, a segurança e a ordem pública, sua sede foi transferida para a cidade de Aracaju. O batismo de fogo do 26º BI teve lugar na Campanha de Canudos, no qual se destacou na primeira linha de combate.

Em 1900, teve sua sede transferida para Salvador e, em 1904, foi designado para operar na Bacia Amazônica em razão da Questão Acreana. Em 1908, devido às necessidades do Exército, foi desmembrado em duas novas Unidades: uma parte compôs o 55º Batalhão de Caçadores (55º BC) sediado no Rio de Janeiro, então capital do Distrito Federal e a outra, a 6ª Companhia Isolada de Caçadores, com sede em Aracaju. Em 1909, já como 55º BC, teve sua sede transferida para a cidade de Blumenau. Em 1920, fruto de nova reorganização do Exército, passou a denominar-se 1º Batalhão de Caçadores (1º BC), sediado-se em São Gonçalo.

Em 1922, retornou novamente à cidade do Rio de Janeiro. Neste mesmo ano, o então Ministro da Guerra, João Pandiá Calógeras, atendendo a uma velha aspiração dos petropolitanos, efetivou a compra da Fazenda Presidência, da família Justen e a construção do Quartel, onde compareceu à Petrópolis para inaugurar as instalações do 1º Batalhão de Caçadores
.
Em 1923, o 1º BC foi transferido definitivamente para a cidade de Petrópolis, vindo a se instalar no novo aquartelamento em 9 de julho de 1924. Durante a Revolução de 1930, cumprindo determinação do Governo Federal, deslocou-se para Belo Horizonte, onde atuou bravamente, nos combates de Benfica e Mariano. Mais tarde, durante a Revolução Constitucionalista de 1932, destacou-se nos combates de Tocos, Passa Vinte e Itagaçaba. Em 1941, durante o Governo de Getúlio Vargas, foi lançada a pedra fundamental das instalações atuais do aquartelamento, transformando-se em modelar e moderna caserna, que recebeu o nome de Caserna General Eurico Gaspar Dutra, então Ministro da Guerra.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o 1º BC fez-se representar nos campos da Itália por meio de um contingente de setenta e dois militares transferidos para a Força Expedicionária Brasileira. Desses, quatro petropolitanos tombaram nos campos de batalha na Itália. De 1 de janeiro de 1948 a maio de 1952, o 1º Batalhão de Caçadores passou a denominar-se III Batalhão do 3º Regimento de Infantaria.

Em 17 de outubro de 1957, recebeu do Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira a denominação histórica de "Batalhão Dom Pedro II" e, a 12 de abril de 1958, a Família Imperial fez-lhe a entrega solene do seu Estandarte Histórico. (veja abaixo)
Pelo apreciável acervo de serviços prestados à Nação, teve, em 13 de agosto de 1963, sua Bandeira condecorada com a Ordem do Mérito Militar.

Em janeiro de 1964, foi criado, pelo Ministro da Guerra, através da Portaria de 3 de outubro de 1963, o Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva, anexo ao 1º Batalhão de Caçadores. No dia 1 de janeiro de 1973, o 1º BC foi transformado em 32º Batalhão de Infantaria.

No ano de 1975, mudou novamente de denominação, passando a se chamar 32º Batalhão de Infantaria Motorizado (32º BI Mtz). A unidade contava com duas Companhias de Fuzileiros, uma Companhia de Comando e Apoio, uma Banda de Música e um Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva (temporariamente desativado). Além de um espaço de adestramento na área do aquartelamento, possui um campo de instrução nas redondezas da Cidade de Avelar (RJ).

A partir de 21 de março de 2014, com a mudança da denominação da 4ª Brigada, que passou a ser Leve de Montanha, o 32° BIMtz, mudou sua estruturação e é agora é um batalhão leve, recebendo a denominação de 32° Batalhão de Infantaria Leve (32º BIL).

NOTÍCIAS DO 32º BATALHÃO DE INFANTARIA LEVE

 


Comemoração Nacional da Arma de Infantaria ( 2009) e do Bicentenário de Nascimento do Brigadeiro Sampaio (2010)
Legião da Infantaria - Presidência Executiva - Fortaleza - Ceará - ©2008 - Todos os direitos reservados